Pata de ganso: saiba mais sobre a dor na parte de dentro do joelho e como tratar

Fisioterapeuta explica como problema se desenvolve e como é a recuperação

Dor na parte de dentro do joelho pode ser inflamação na pata de ganso. Esse nome engraçado se refere a três músculos (sartório, grácil e semitendinoso) que formam uma figura parecida com uma pata de ave e participam da estabilização do joelho, ou seja, ajudam para que ele se mantenha mais firme e alinhado durante os movimentos.

A cada passo que damos, seja em uma caminhada ou na prática de algum esporte, em determinado momento, ficamos em um pé só. O peso do corpo fica todo em uma perna, e isso é um desafio de equilíbrio. Os músculos da perna, entre eles a pata de ganso, têm a tarefa de impedir que o joelho caia para dentro. Quando há uma falha neste mecanismo, a pata de ganso fica sobrecarregada, o que pode gerar inflamação e dor.


A tendinite da pata de ganso pode levar também a um processo inflamatório em uma bursa localizada na região, levando assim ao que chamamos de bursite. Bursas são estruturas presentes em várias partes do corpo e que têm a função de reduzir o atrito entre tendões e ossos. A região interna do joelho pode ficar inchada e vermelha nessas patologias, e o local também fica dolorido a palpação.

O tratamento para tendinite e bursite na pata de ganso começa com recursos anti-inflamatórios, como gelo e laser, e depois passa para um processo de estabilização do joelho, com exercícios de fortalecimento e movimentos funcionais. A recuperação costuma ser boa se o tratamento for iniciado logo no início dos sintomas. Então, não perca tempo!

* Por Raquel Castanharo
Fisioterapeuta formada e mestra em biomecânica da corrida na USP. Realizou pesquisa em biomecânica da coluna na Universidade de Waterloo, Canadá. Trabalha com fisioterapia e avaliação biomecânica em São Paulo e Jundiaí.

Fonte: Eu Atleta