Três dicas simples e preciosas ajudam a prevenir lesões de joelho

Fisioterapeuta Raquel Castanharo afirma que gelo, fortalecimento muscular e ritmo acentuado estão entre os principais aliados para praticantes de corrida pouparem os joelhos.

O joelho é a articulação que mais sofre com lesões em praticantes de corrida. Dentre as mais comuns estão a síndrome femoro-patelar, que gera dor na parte anterior do joelho, e a síndrome da banda iliotibial, que causa um incômodo lateral.

A prevenção dessas lesões começa com atitudes relativamente simples, que podem ser realizadas com pouco auxílio ou equipamentos:

  • Informação

Um estudo científico recente sobre o assunto mostrou que informações simples ajudavam mais na prevenção de dores no joelho do que exercícios de fortalecimento específicos. Informações como:

  1. Coloque gelo caso sinta dor
  2. Procure um profissional da saúde caso a dor persista por mais de 1 hora após o treino e/ou for intensa e descanse.

Parece óbvio, mas quando colocadas em prática, tais dicas geram resultados relevantes.

  • Fortalecimento de glúteo médio e quadríceps

Embora sozinho ele não faça milagres, o fortalecimento muscular é importante sim, sendo os músculos glúteo médio e quadríceps os de maior destaque para o joelho. O quadríceps pode ser treinado na cadeira extensora e no agachamento, por exemplo. Já o glúteo médio, na cadeira abdutora e em exercícios com elásticos que envolvam abertura da perna.

  • Aumente a cadência da corrida

Cadência é o número de passos por minutos. Mantê-la alta faz o joelho se mover melhor durante a corrida e sofrer menos sobrecarga a cada passada. Não há um número ideal. O objetivo é trocar o passo rapidamente dentro de seu limite de conforto.

Essas três medidas ajudam a cuidar da articulação que mais sofre na corrida. Coloque-as em prática e bons treinos.

Fonte: GloboEsporte