Queniano Rhonex Kipruto vence em Valência com novo recorde do Mundo nos 10km

Realizados esta manhã de domingo, os 10 km de Valência ficam para a história por vários motivos. A começar, pela corrida masculina, na qual o queniano Rhonex Kipruto não só venceu, como fixou um novo recorde do Mundo na distância – 26m24s!

Kipruto, campeão do mundo de UTIL 10.000 metros em 2018 e medalha de bronze nos 10.000 metros, em 2019, cumpriu os 10 km de Valência, suplantando os 26m38s feitos pelo ugandês Joshua Cheptegei, a 1 de dezembro de 2019, também nesta cidade.

Com uma corrida fabulosa, Rhonex Kipruto bateu, inclusivamente, o recorde do mundo dos 5 km.
Recorde da Europa dos 10 km também batido

De resto, histórica foi também a marca feita pelo suíço Julien Wanders, terceiro classificado, que, esta manhã, em Valência, conseguiu melhorar o recorde da Europa na distância. O qual, aliás, já era seu.

Terminando com apenas um segundo de diferença do segundo classificado, o queniano Bernard Kimeli (27m12s), Wanders acabou fixando como nova melhor marca continental nos 10 km, 27m13s.

Corrida feminina perto também de fazer história

Finalmente, na classificação feminina dos 10 Km Valência Ibercaja, em que chegou a antever-se igualmente o derrube do recorde do mundo, tal acabou por não acontecer.

Vencedora entre as mulheres, a queniana Sheila Chepkirui terminou os 10 km de Valência com o tempo de 29m46s. Marca que, sendo novo recorde feminino da corrida, fica a três segundos do recorde do Mundo (29m43s), que assim continua nas mãos da sua compatriota Joyciline Japkosgei. Registo feito em Praga, na República Checa.

Nos lugares imediatamente abaixo, no pódio de Valência, ficaram Rosemary Wanjiru, com o tempo de 29m59s, e Norah Jeruto, com 29m51s.
Recorde também nos inscritos

A par destes novos recordes do Mundo e da Europa, e edição de 2020 dos 10 km de Valência ficará igualmente para a história, pelo número de participantes inscritos.

Segundo a revelou a organização, a edição deste ano reuniu mais de 14.400 corredores, o que a torna aquela com mais participantes, até ao momento.

Fonte: corredoresanonimos.pt