Mo Farah quebra recorde mundial de Haile Gebrselassie em etapa de Bruxelas da Diamond League

Há três anos fora das pistas de atletismo, britânico dispara nas voltas finais e supera recorde na prova de uma hora com a distância de 21.330km

Duas quebras de recorde mundial marcaram a etapa de Bruxelas da Diamond League, na Bélgica, nesta sexta-feira. Na prova de uma hora, o bicampeão olímpico dos 5 mil e 10 mil metros Mo Farah foi em busca de superar o recorde de 21.285km de Haile Gebrselassie de 2007 e conseguiu superar a distância com 21.330km. Na mesma prova feminina, a etíope-holandesa Sifan Hassan quebrou o recorde com 18.930km.

Há três anos fora das pistas de atletismo, o britânico foi em busca do primeiro recorde mundial na carreira e conseguiu com a ajuda do companheiro de treino Bashir Abdi. O somali naturizado belga ditou o ritmo da prova ao lado de Farah e também conseguiu superar a marca de Gebrselassie, ao chegar em segundo com a distância de 21.322km.

– Foi uma forma incrível de mostrar ao público que é possivel! – disse o atual recordista ao fim da prova. A última participação em provas de pista tinha sido em 2017, quando venceu os 5 mil metros na etapa da Suiça da Diamond League e anunciou aposentadoria. O britânico tem focado nas provas de rua de longa distância.

Na prova feminina, o recorde de 2008 da etíope Dire Tune foi quebrado por Sifan Hassan, também etíope naturalizada holandesa. No último minuto da prova de uma hora de duração, a fundista disparou para concluir em 18.930km, novo recorde.

Na prova de salto com vara, o sueco Armand Duplantis tentou superar o recorde de 6,14m do ucraniano Serguei Bubka, mas não conseguiu nas três tentativas a 6,15m. O brasileiro Thiago Braz, atual campeão olímpico, não conseguiu passar na marca de 5,50m e zerou a prova.

Duplantis pulou a marca de 5,60m e aguardou os três adversários ainda na competição para 5,70m. Sem dificuldade, passou na primeira tentativa nas marcas de 5,70m e 5,80m. Sozinho na prova, o atual recordista mundial indoor passou no primeiro salto a 6 metros e, na sequência, pediu para que o sarrafo subisse a 6,15m, mas não conseguiu nas três tentativas possíveis. O belga Ben Broeders ficou com o segundo lugar com 5,70m e o terceiro foi o americano Christopher Nilson, com 5,60m.

Fonte: GloboEsporte