Kenenisa Bekele vence Maratona de Berlim e fica a dois segundos de recorde mundial

Fundista lamenta chance desperdiçada, mas diz que não vai desistir de buscar marca.

O etíope Kenenisa Bekele, de 37 anos, ficou a meros dois segundos de igualar o recorde mundial da maratona (42.195m) ao vencer a prova em Berlim, na Alemanha, neste domingo. O africano cruzou a linha de chegada em 2h01min41, segundo melhor tempo de toda a história na distância.

A marca de Bekele, detentor de quatro medalhas olímpicas (três ouros em uma prata) em provas de pista (5.000m e 10.000m), ficou apenas dois segundos aquém da feita pelo queniano Eliud Kipchoge (2h01min39), atual recorde mundial estabelecido justamente na Maratona de Berlim, só que no ano passado.

Durante a prova, o etíope chegou a ter parciais de mais de um segundo abaixo do recorde de Kipchoge.

– Eu lamento muito. Não tive sorte. Mas eu ainda posso fazer isso [bater o recorde mundial]. Não vou desistir – afirmou Bekele depois da prova.

Tradicionalmente, a prova em Berlim enseja recordes mundiais por causa de seu percurso, plano e favorável para os fundistas. Compatriotas do vencedor, Birhanu Legese e Sisay Lemma completaram o pódio. Legese ficou com a segunda posição (2h02min48) – terceiro melhor tempo da história – e Lemma com a terceira, em 2h03min36.

Atual recordista mundial, Kipchoge não disputou a Maratona de Berlim para se concentrar na de Viena, na Áustria, que ocorrerá em 12 de outubro. O queniano tentará correr a distância pela primeira vez abaixo de duas horas.

Na prova feminina, a também etíope Ashete Bekere levou a vitória em 2h20min14, deixando para trás a compatriota Mare Dibaba.

Fonte: Globo Esporte