Americana corre 270 km em 24 horas e quebra recorde mundial

A norte-americana Camille Herron quebrou o recorde mundial de distância percorrida em 24 horas. O feito foi obtido no Campeonato Mundial de 24 horas, em Albi na França, que ela venceu com a marca de 270,116 km, superando seu próprio recorde.

Herron já ostentava a melhor marca da história em 24 horas devido a seu desempenho no Mundial do ano passado, em que correu 262,192 km.

A ultramaratonista, que sofreu uma lesão em junho, venceu a prova com 16 km de vantagem para a alemã Nele Alder-Baerens, segunda colocada. A terceira posição ficou com Patrycja Bereznowska, da Polônia, com 247,724 km quase 18 km a menos que a norte-americana.

Camille Herron esteve mais próxima, em termos de distância, do vencedor masculino Aleksandr Sorokin, que venceu o Mundial correndo 8 km a mais. Ela esteve à frente das rivais desde o início da prova, assumindo a liderança na primeira volta e mantendo sua posição de destaque durante toda a corrida.

Suas parciais foram:

5 horas: 62,725 km (4min47s/km)
10 horas: 59,64 km (5min02s/km) / Acumulado: 122,365 km (4min54s/km)
15 horas: 56,665 km (5min18s/km) / Acumulado: 179,023 km (5min02s/km)
20 horas: 49,203 km (6min06s/km) / Acumulado: 228,226 km (5min16s/km)
24 horas: 41,89 km (5min44ss/km) / Acumulado: 270, 116 km (5m2in0/km)
“Foi muito difícil. Todo mundo na equipe lutou por isso. Lutamos com bravura porque muitos de nossas colegas não estavam 100% e tudo se resume a nós três que fomos capazes de nos superar e vencer. Vomitei duas vezes e tive que me esforçar muito nas últimas duas horas e meia porque queria chegar mais longe, comentou Camille ao IRun4Ultra, depois de seu grande feito.

No Mundial de 24 horas, a categoria masculina foi vencida por Aleksandr Sorokin, da Lituânia, que assumiu a liderança com 9 horas de prova e permaneceu lá até o fim, finalizando a prova com a distância de 278,973 km. Tamas Bodis, da Hungria, ficou com o segundo lugar, com 276,222 km, e o norte-americano Olivier Leblond garantiu a medalha de bronze nas duas horas finais de corrida com 275,485 km. O ritmo médio de prova do Lituano foi de 5min10s por km.

O recorde de Camille contribuiu para a vitória da equipe americana no Mundial. Os EUA terminaram em primeiro lugar a categoria feminina com um total de 746,132 km, bem à frente da Polônia com 721,124 km, e da Alemanha 696,846 km, graças ao primeiro lugar de Camille, um quarto lugar de Pam Smith (246,290 km), e um 12º lugar de Courtney Dauwalter (229,727 km).

A equipe norte-americana também venceu a corrida masculina com uma distância total de 799,754 km, deixando em segundo lugar a Hungria, com 782,241 km, e a França em terceiro com 779,076 km.

Brasileiros na prova
No masculino, o melhor brasileiro foi Urbano Dario Cracco Junior, que percorreu a distância de 226,358 km ficando com a 45ª posição. No feminino, Neide Rosa de Souza foi a melhor brasileira, finalizando a prova na 70ª posição com 183,978 km.

Fonte: Ativo.com